No tempo em que o céu conversava comigo

O céu fala. Principalmente quando assim tão azul e sem nuvens nos impressionando com sua áurea celestial. Faz tempo que o céu me questiona e tranquiliza a respeito de um viver de paz.

Nessas manhãs de junho sou transportada praqueles dias da minha infância, nos quais as preocupações eram dispersas e meu passatempo (que cultivo até hoje) era adivinhar os formatos das nuvens que resolviam aparecer. Sempre me impressionava pela brancura característica e se os raios de sol incidissem por detrás delas, meu encantamento se amplificava consideravelmente ao cair do dia.
No tempo presente a brisa suave da manhã também colabora para minha viagem temporal, tanto pro passado quanto pro futuro. Uma nostalgia gostosa mesclada com a esperança pela chegada de tempos melhores.
Se estou viajando me esforço para olhar pela janela e contemplar a sombra (e a copa) de árvores amigas que sempre me acompanham nos caminhos da vida.

copa da laranjeira

 

Acredito na energia que vem da terra. Na positividade dos seres. Na transferência das vibrações. E principalmente nas palavras que escuto do céu.

Diferentes tons de céu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s