No tempo em que estar solteiro no dia dos namorados importava

Neste Dia dos Namorados 2016 resolvi convidar um amigo para dividir experiências aqui. Sei que vocês já estão cansados das minhas histórias. 😀
O Lucas Marreiros também tem blog e nós participamos de um coletivo que ainda vai render muita parceria boa que nem esse post aqui. Tivemos a ideia numa conversa do whats e daremos nossos pontos de vista sobre como é passar essa data tão romântica estando sozinho. Acompanhem…

Eu tinha 20 anos quando tive meu primeiro namoro. Foi próximo do famigerado dia 12 de junho, logo, toda a expectativa dos 19 anos sem estar namorando no dia dos namorados cobravam uma celebração daquelas, talvez por isso eu tenha caprichado em um presente romântico para alguém que tinha acabado de conhecer e que, um mês depois, já não estaríamos mais namorando.
Passado o tempo das feridas, pensei, “Ok, tive minha experiência de dia dos namorados”. No ano seguinte, continuava solteiro, então finalmente tive algum parâmetro. Lembro de ter saído com amigos para beber, lembro de ter sido divertido, não lembro de ter sentido falta de um relacionamento.
Aos 22 anos, comecei a namorar novamente. Desta vez, o namoro começou depois do dia dos namorados, quando finalmente chegou a hora de comemorar a data, já tínhamos quase um ano de namoro. Por incrível que pareça, não me lembro como foi. Na verdade, se eu for tentar lembrar especificamente, agora, de algum dos 3 dia dos namorados que passei durante este relacionamento, não consigo me lembrar de nada.
Meu ponto é: nem mesmos os casais, não todos é claro, ligam muito para essa data, é só mais um dia no calendário. Os momentos de um relacionamento acontecem qualquer dia da semana, do mês, do ano e quando se é solteiro também, o dia 12 de junho pode ser um dia com outro qualquer, bom ou ruim. No final das contas, não importa muito se você está namorando ou solteiro, o que importa é que você esteja feliz.

Esqueça os filmes românticos. Esqueça as playlists e as surpresinhas com pelúcias e chocolates.
Eu nunca tive isso.
O máximo que posso aproveitar no Dia dos Namorados é ver aquelas listas de casais famosos – vários sites já fizeram só dar um google e achar – e shippar muuuito! ❤ Não fico me maldizendo não, mas já passei por essa fase.
Antigamente, eu caía naquela armadilha: ‘armaria, ninguém me ama, ninguém me quer’. QUER SIM, queridinha. PORÉM, tudo acontece na hora que tem ser.
Quantos livramentos já não tive e só me dei conta depois da fogueira pulada? OS MONTES.
Calma, leitores. Não sou assexuada ou insensível. Muito pelo contrário. Sou uma criatura tão fogosa e cheia de amor que tá difícil encontrar uma alma ressonante com a minha. Li por esses dias essa expressão ‘almas que têm grande ressonância’ e achei que ela é bem pertinente.
Dar beijo na boca é fácil, difícil mesmo é encontrar a pessoa pra continuar beijando quando acabar o encanto dos primeiros encontros.

Enfim, voltando ao fato de eu nunca ter namorado durante a passagem da data… Hoje em dia é tranquilo, na real. Até porque 12 de junho é APENASH uma marcação de calendário. É deadline pros publicitários (nesse caso aqui eu me preocupo, rs).
Imagino que quando eu tiver a oportunidade de estar namorando nessa data, vou ser dessas pessoas que descrevi no início de texto. Vou fazer surpresinha e caprichar em tudo. Por enquanto, fico torcendo pelo amor mesmo. O ‘bichin’ anda quase que totalmente desacreditado.
Ouço tanta coisa de que ele não existe, de experiências negativas que moldam mentes avessas ao se apaixonar por anos. Às vezes a vida toda. Penso que isso é triste e não pode continuar.

Que pode uma criatura senão entre criaturas, amar? Já diria Drummond.

Não que você seja obrigado a nada. Você não é. Nem eu.
Maaaaas, se der de cara com o amor, não tema. Pode ser a deixa pra você viver de verdade.

Se você gostou desse post compartilha com os amigos, solteiros ou não.
Conte sua história de Dia dos Namorados nos comentários, romântica ou não. 😉

Anúncios

2 comentários em “No tempo em que estar solteiro no dia dos namorados importava

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s